Estudos

Arquivo completo dos artigos sobre Estudos publicados na Revista da AR. Criação de personagens, técnicas de narrativa e de escrita, elaboração de universos transmidiáticos e muito mais. Aqui você vai encontrar muita coisa bacana para aprimorar suas habilidades de criação e escrita. Leia, comente, compartilhe. Se desejar debater algum assunto publicado aqui, utilize nosso fórum aberto.

Para a abordagem do texto POSSIBILIDADES DO PROCESSO CRIATIVO, creio ser interessante deixar bem claro logo de início que se trata de um estudo no aspecto mais abrangente da palavra criatividade. Como há a possibilidade dos leitores do presente artigo se interessarem apenas pela criatividade em suportes específicos, temo frustrá-los...
Lauro César Muniz
Como dramaturgo e roteirista veterano também fui beber em fontes seguras, quando me propus a escrever para teatro. Li muito o teatro dos mestres clássicos gregos, dos renascentistas, Goldoni, Shakespeare, Moliére, Racine, até chegar aos modernos. Li os teóricos do teatro em geral, para sustentar minha dramaturgia inicial. E não...
mimesis
Mimesis, termo que se originou do verbo grego mimeisthai, geralmente traduzido por “imitar”, designa efetivamente uma imitação da “realidade”. Neste artigo, objetivamos demonstrar que se o termo mimesis indica uma relação entre a obra de arte e seu objeto (aquilo que se imita), conseqüentemente também aponta o conjunto de...
Alguns bons procedimentos marcam efetivamente a descoberta de um argumento dramático de uma história interessante. Se você já tem um personagem com o qual se basear para querer bolar uma história, vale pensar em um fato psicológico que se vincule a ele. A idéia de trabalhar o universo do personagem...
Excertos do livro “Dupla personalidade de um Roteiro” (a ser publicado neste semestre pela Célebre Editora), de Felipe Moreno Cumpre ressaltar que um trabalho estrutural feito com uma atenção criteriosa, proporcionará ao roteiro uma construção equilibrada no que tange às necessidades dramáticas, uma vez que o roteirista cuidadoso perceberá que...
A maioria dos roteiristas começa a escrever na infância ou na adolescência. São poesias, letras de música, redações, contos, peças de teatro e livros que ninguém vai ler. Alguns escritores viram roteiristas, outros já partem para o roteiro antes de se aventurarem nos livros. O fato é que escrever com...
Afimar que o texto dramatúrgico deve ser entendido como uma obra em processo, isto é, inacabado ou não-absoluto, levanta importantes questões epistemológicas, que necessitam de uma maior sistematização por parte daqueles que se interessam pelas condições de recepção da obra. Entre outras coisas, esta mudança de olhar sobre o objeto...
Algumas sinopses são tão detalhadas que parecem livros; outras descrevem apenas o necessário. Umas são seguidas à risca; outras nem tanto. Certo é que elas são o pontapé inicial de toda novela. É nelas, por exemplo, que os autores traçam os perfis dos personagens, criam a história de cada...
Dentro de um roteiro clássico, quer seja cinematográfico ou teatral, sem dúvida alguma que o personagem é o sangue de qualquer ação dramática. Personagem deriva do grego “persona”, que significa “máscara”, cujos conflitos entre estes que irão dar o rumo à história. Ora, vivemos numa sociedade de seres racionais,...
Há muito que eu sinto vontade de escrever um ensaio sobre a imaginação. Nós, roteiristas, que a usamos tanto em nosso ofício nem ao menos paramos para pensar sobre ela, digamos que com um carinho merecido. Já li alguma coisa a respeito do funcionamento da imaginação, sua dinâmica e conteúdo,...
17SeguidoresSeguir
134SeguidoresSeguir
35SeguidoresSeguir
35SeguidoresSeguir
23InscritosInscrever