A ABRA – Associação Brasileira de Autores Roteiristas – parabeniza a todos os trabalhadores e espectadores da TV brasileira pelos 70 anos de atividade deste veículo em nosso país. No dia 18 de Setembro de 1950, ao inaugurar a PRF-3 TV Tupi de São Paulo, Assis Chateaubriand e os Diários Associados proporcionavam ao Brasil o seu primeiro passo em direção à conquista de mais um espaço de trabalho para os autores roteiristas.

Em todas as emissoras, sejam elas públicas, estatais ou privadas, o autor roteirista se faz presente. Não importa se o sinal é recebido por antena, cabo ou parabólica: as palavras ouvidas pelo público em séries, novelas e unitários saíram do trabalho de mulheres e homens que se dedicam a canalizar sua criatividade e espírito para proporcionar informação e entretenimento a milhões de pessoas em todos os recantos. Não interessa se a TV agora mora no vagão do metrô ou na tela do celular. O princípio ainda é o verbo.

Em nome de mais de 600 autores roteiristas, de todos os estados do Brasil, a diretoria da ABRA torce pela nossa televisão e espera que ela supere as dificuldades impostas pelas novas tecnologias, pelo impacto causado pela pandemia de Covid-19 e por um governo que não valoriza a difusão de cultura e entretenimento livres e plurais. A nossa televisão sempre resistiu a tudo e a todos. Sempre exportou sua produção mundo afora, conquistando prêmios e espectadores com os quais jamais havia sonhado.

Desejamos ter a ventura de honrar o legado de tantos colegas que, com seu texto e seu talento, pavimentaram uma estrada segura para todos nós.

DEIXE UMA RESPOSTA